Documentário “As Cores do Alentejo”

Foi-me lançado o desafio e aceitei fazer um documentário em video, a sério.

A investigadora Milene Gil, conservadora-restauradora, escolheu como tema para a sua tese de doutoramento as “Cores do Alentejo”, um mergulho profundo na história, nos pigmentos e nas técnicas utilizadas na pintura tradicional das fachadas alentejanas.

Numa viagem longa mas saborosa, entrevistou populares e especialistas, registou as cores , visitou minas e taludes de estradas, recolheu amostras, analisou-as em parceria com vários laboratórios de isntituições portuguesas e estrangeiras. Leu e escreveu muito. E passou com distinção.

cores-do-alentejo-documentario-video

Este video é sobre este trabalho imenso.

A versão aqui apresentada é um “director’s cut”, reduzida para metade, aliviada das questões mais técnicas da investigação. Ainda assim tem 30 minutos.

Relaxe um pouco veja como evoluiram as Cores do Alentejo, numa viagem entre a ciência e a tradição.

Milene Gil trabalha actualment no Centro Hércules da Universidade de Évora, num projecto de pós-doc sobre as pinturas murais de igrejas abandonadas do Alentejo.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , ,

8 thoughts on “Documentário “As Cores do Alentejo”

  1. Maravilhoso !!!!
    Tive o prazer de participar de uma oficina em Ourique, no ano passado, e a Milene apresentou um “pouco” do trabalho que vem desenvolvendo sobre pigmentos e cores. E, esse trabalho , hora apresentado neste video, é muito … muito interessante.
    Acho que vou querer trazer vocês para o Brasil, para mostrar esse imenso trabalho.
    Mais uma vez Parabéns a equipe.
    Espero ao retornar a Portugal, no final do mès de setembro ter a oportunidade de ver mais um pouco.
    Abraço forte

    • MGil diz:

      Cara Noemia, é com grande satisfação que vejo que o documentário atravessa fronteiras e desperta a atenção de especialistas nacionais e internacionais. Terei todo o gosto em recebe-la no laboratório HERCULES da Universidade de Évora, onde me encontro a trabalhar sempre na area da investigação em conservação e restauro. Até lá um bem haja.

      • Prezada Milene,
        o trabalho que você vem desenvolvendo é de grande importância e trás um diferencial científico para a prática da conservação e restauração. Terei imenso prazer em conhecer o laboratório HERCULES da Universidade de Évora.
        No final deste mês estarei paricipando do Encontro Luso-Brasileiro de Conservação e Restauração no Porto, e pretendo ir a Lisboa e a Mértola. Ainda não sei quanto tempo ficarei em terras lusas, mas farei contato com você.
        Obrigada pela atenção!
        Abraços, Noemia

    • Noémia, obrigado pelo seu comentário. Quando estiver por cá não deixe de nos contactar.
      Cumprimentos.

      • Estimado Manuel,

        estarei em Portugal no final do mês de setembro. Pretendo entrar em contato com vocês, para conhecer mais um pouco do trabalho.
        Parabéns pela fotos, gostei imenso de seu trabalaho.

        Abraços, Noemia

  2. Muito interessante este estudo sobre as cores, na arquitetura,no Alentejo.As cores e a sua evoluçãos são um estudo muito importante para uma melhor compreenção,da relação entre as classes sociáis e a arquitetura.

    • MGil diz:

      Para compreender a relação entre as classes sociais e a arquitectura e também entre as classes sociais e a sua envolvente. Não é a toa que a antiga tradição da utilização de terras locais no Alentejo esteja
      ligada às populações mais rurais que se dedicavam á agricultura. Da exploração da natureza tiravam o seu sustento mas também as matérias para a feitura das suas caiações. As classes economicamente mais abastadas, de uma forma geral, recorriam a caiadores profissionais contrados que se abasteciam nas drogarias locais. Estes já não possuiam este conhecimento. Para mim foi um prazer e uma honra o contacto com a população dos 47 concelhos percorridos. Obrigada pelo seu comentário.

  3. MGil diz:

    Obrigada Manel. Foi um prazer trabalhar contigo. Novos desafios idênticos se avizinham. Esperem para ver 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: