Category Archives: cursos

fotografia | imaging | video

Remodelei o site, para melhorar a navegação e facilitar a visualização das galerias de fotografia.

Para ver em www.mrfotosonline.com.

Manuel Ribeiro | fotografia | imaging | video

Com as etiquetas , , , , , , ,

Património e Paisagem Urbana na Gulbenkian

A Fundação Calouste Gulbenkian – Programa Descobrir  promoveu várias actividades  integradas nas Jornadas Europeias do Patrimonio, este ano sob a temática do Património e Paisagem Urbana.

Entre elas uma oficina de fotografia, curta de duas horas, para uma audiência pequena mas interessada e participativa.

jornadas-europeias-patrimonio-gulbenkian-manuel ribeiro

Fiz uma breve abordagem aos equipamentos fotográficos e mostrei como cada um deles influencia o modo de ver.

Mostrei um portfolio, feito de propósito para este curso, com a minha visão pessoal de como  os jardins e os edifícios da Fundação  dialogam com a paisagem urbana envolvente.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mais uma vez foi um prazer trabalhar com a equipa da Gulbenkian, a quem agradeço o convite.

Com as etiquetas , , , , , , ,

Ensinar fotografia na Mina do Lousal

Ensinar é um prazer. E uma responsabilidade imensa.

Cada curso é um  teste à capacidade de adaptar os conhecimentos e as experiências às necessidades e anseios de cada participante.

O último workshop de fotografia foi no dia 18 de Junho, na Mina do Lousal, em Grândola.

A dificuldade foi prender os participantes durante as duas horas de formação teórica, tal é o atractivo deste lugar. O resultado foi um conjunto de fotografias que me parece reflectir a personalidade de cada um. Todos se empenharam a fotografar e na escolha para o portfolio, que pode ser visto no blog dos cursos.

Mas não menos importante que os resultados foi o ambiente de boa disposição e camaradagem. Um dia realmente bem passado. Obrigado a todos.

Entretanto, entre conselhos sobre os enquadramentos, a técnica mais adequada ou a leitura visual do espaço fui fazendo também algumas fotografias.

Workshop de fotografia na Mina do Lousal - Gândola

Mostro aqui uma selecção das que mostram o ex-libris da Mina: a grande torre de ferro.

Optei pelo preto-e-branco para realçar o dramatismo das formas limpas e rectas e minimizar as distracções com as cores fortes do céu e da estrutura. Um exercicio de pós-producção que ajuda a ler o ambiemte do lugar e mostra como o acto de fotografar só acaba quando se publicam os trabalhos, às vezes muito tempo depois do click decisivo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com as etiquetas , , , , , ,

Curso “Fotografar os jardins Gulbenkian”

É sempre gratificante ser convidado para ensinar.

Aceitei o desafio da Fundação Gulbenkian sem hesitar e acabei também por aprender. Melhor, acabei por conhecer pessoas extraordinárias. Obrigado a todos.

A actividade levou-nos num passeio pelos Jardins em que exploramos a relação entre a Natureza e a Arquitectura e falamos de fotografias, técnicas, câmaras e softwares de edição. Os participantes criaram portfolios de cinco fotografias por cada um, disponíveis para visionamento num blog dedicado aos cursos.

Impõe-se uma palavra pessoal de agradecimento à Dra. Susana Prudêncio, com quem é sempre um prazer trabalhar. Vamos repetir.

Com as etiquetas , , , ,

2010 em revista: Aulas de Edição de Imagem

No final de 2009 frequentei um curso de formação de formadores acreditado pelo IEFP, que me habilitou a dar formação. A motivação teve mais a ver com um impulso e influência de amigos do que com o desejo de dar aulas. Apliquei-me mas não fiquei entusiasmado.

Entretanto, um ano depois surge a oportunidade: dar aulas de Edição de Imagem para o Curso de Técnicos de Design Gráfico, Escola Secundária Gabriel Pereira, Évora. A responsabilidade  de preparar e leccionar os 88 tempos, de ter que avaliar os alunos, fizeram-me regressar aos conceitos da formação.  Aí sim, dei o devido valor ao que aprendi.

As aulas correram geralmente bem. Mas há que dizê-lo, com alguma frustração.

O que é que se passa com os nossos jovens adolescentes? Ou com os pais? Ou com a escola? Ou com a sociedade em geral? É que assisti a tanto desinteresse, tanta ‘leveza’ nas atitudes e no empenho (ou falta dele) que fiquei no mínimo confuso. Como motivar estes jovens, que escolheram um curso vocacional específico (passe a redundância), a empenharem-se, a trabalhar, dentro e durante as aulas?

Uma coisa é certa: ou já trazem o interesse de fora ou não há matérias, nem pedagogia, que valham. Terminei frustrado, mas não derrotado. Afinal  aprendi muito, tanto como tentei ensinar. Não vou esquecer nem querer perder a próxima oportunidade.

Com as etiquetas ,
%d bloggers like this: