Category Archives: workflow

2009 a acabar

PINTAR A GRUTA DO ESCOURAL

Voltei a fotografar a Gruta do Escoural em Novembro, passados anos desde o grande levantamento de toda a arte rupestre, publicado em 1995 pelo IPPAR, agora IGESPAR.

Desta vez porque foram renovados os passadiços e a gruta estava limpa, sem elementos estranhos. Uma oportunidade única.

Tratava-se de fazer fotografias gerais da gruta que mostrassem a sua dimensão e monumentalidade. Usei uma grande-angular de 10mm e uma camara com sensor formato APS. Adequada para mostrar tudo.

Quanto à iluminação resolvi arriscar, embora não hovesse muito tempo para repetições. Com a ajuda do meu filho fomos ‘pintando’ a gruta com um só flash normal, disparado por rádio. Fiz cerca de 30 fotos que montei depois no Photoshop aproveitando o melhor de cada uma.

Miguel a pintar com flash

Fotografias escolhidas para a montagem final no Photoshop

Fotografia final da Gruta a partir da entrada

Fotografia final para a entrada

Estas 2 fotos são o resultado final da montagem final.  O que é curioso com esta técnica é que, dependendo das partes das fotografias seleccionadas para a montagem se podem obter diversas iluminações. O díficil é escolher.

Talvez um dia volte a pegar nestes ficheiros. Só pelo prazer de obter um resultado completamente diferente.

Cliente: IGESPAR

NATAL NO ESTALEIRO

O Natal foi passado com um braço ao peito, partido no início de Dezembro, resultado de uma brincadeira com a cadela do meu filho. Tive o primeiro contacto a sério com o hospital. 1 semana de internamento e 6 meses de fisioterapia para recuperar um nervo afectado. Óptimo serviço, não tenho queixas, antes pelo contrário.

Com as etiquetas , , ,

Revista MONUMENTOS 29

Antigas fábricas de tecelage, actualmente instalações da UBI

Antigas fábricas de tecelagem convertidas em instalações da Universidade da Beira Interior

No final de Maio estive uma semana na Covilhã a fotografar para a revista MONUMENTOS 29. Confesso que da cidade mal conhecia as ruas que levam à Serra. Ou melhor, a cidade já é serra. Como ouvi dizer e senti na pele, tem mais subidas que descidas. No segundo dia estava exausto, vencido pelo calor humido e pelo stress de cumprir a lista de fotos que tinha para fazer. 100 no total, muita arquitectura em exteriores e interiores, reprodução de documentos e pintura. Sempre com inúmeros telefonemas pelo meio para acertar pormenores sobre o que os autores e editores da revista realmente precisam.

As fotografias foram feitas em 10 dias, incluindo uma ida a Lisboa para fotografar documentos, resultando em 1200 fotos para escolher.

Para rentabilizar o tempo o workflow foi o seguinte, utilizando sempre o Bridge do Photoshop CS3:

– Agrupar as fotos por Autores em pastas individuais

– Fazer ajustes mínimos de tonalidade e crop no AdobeCameraRaw

– Converter para Jpeg com 800px no tamanho máximo, qualidade 8

– Fazer uploads das pastas com os ficheiros jpeg, por ftp, para o meu servidor de internet

– Enviar um mail à redaçcão da revista com o endereço para download das fotos.

As fotos em jpeg foram usadas para paginar a revista. As fotos definitivas foram editadas a partir dos ficheiros RAW em 16 bits, convertidas para 8 bits TIFF e enviadas por ftp para substituir os jpegs.

mon_29_capa

A revista foi para as livrarias no final de Julho.

Revista MONUMENTOS
Cliente: IHRU – Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana

Com as etiquetas , , , , ,
%d bloggers like this: